Vivendo em Outra Cultura

A mudança de cultura envolve muitas coisas. A cultura é formada pela história daquele país. E não é a história que o mundo conhece que constrói a sua cultura, mas como a nação se reconhece, como o povo conta a sua história. Quem os professores contam que foram os heróis, quais as conquistas e derrotas do povo que construiu esse país. Essa cultura engloba esses personagens e seus valores desde a época da colonização até os dias de hoje. Quando você chega de outro país, se depara com valores diferentes que podem ser melhores do que alguns dos seus e outros que podem lhe deixar frustrado por saber que poderia ser melhor. No entanto, a vida não para para você se adaptar a tudo isso. Até o que é bom da nova cultura exige uma adaptação, já que você viveu a vida toda agindo de uma outra forma.

Um exemplo dessas diferenças é na cultura americana, mesmo sendo tão próxima aos brasileiros. Você vai ouvir de americanos que os EUA é o país mais democrático e livre do mundo. Para eles, há muitos exemplos para confirmar isso, como a própria Constituição, onde as 10 primeiras emendas (The Bill of Rights) garantem direitos como liberdade de discurso, de praticar qualquer religião e de imprensa ao cidadão americano. E, também está nas três primeiras palavras da Constituição que diz “Nós, as pessoas” (“We the people”), significando que esta foi escrita pelo povo e para o povo, assim como deveria ser o governo deles. Na história contada, as pessoas comuns que vieram para os EUA, foram pessoas tão corajosas, bravas que se organizaram e combateram a força militar inglesa para alcançar a sua independência da Coroa Britânica. Essa história “empodera” os cidadãos americanos e até leva a arrogância de uns que acreditam ser melhores do que qualquer outra nação.

A nossa história contada, em geral, é de muito sofrimento e do quanto fomos vítimas. As piadas zombam dos índios os atribuindo uma passividade que prejudicou a continuidade da sua cultura e do seu estilo de sociedade. O povo brasileiro, mesmo com anos de colonização, sendo explorados com altos impostos taxados pela Coroa, não lutou pela sua independência dos colonizadores portugueses (tidos como preguiçosos pela cultura popular). A história da nossa independência diz que D. Pedro declarou independência, principalmente, porque não queria voltar para Portugal, conforme estava sendo convocado pela Coroa. Tudo isso que ouvimos influencia a formação da cultura. Até hoje, a maioria não tem coragem de requisitar seus direitos básicos ou não sabe como fazê-lo. A história  de abuso do povo e repressão continua a ser confirmada dia após dia. Por outro lado, as famílias parecem ser mais unidas do que em outras culturas (talvez porque, como dizem: nas dificuldades as pessoas se unem rs). É uma nação que se diz religiosa, na sua maioria,  e recebe de braços abertos pessoas de outras nações.

No decorrer do texto, busquei falar sobre exemplos que pudessem embasar um pouco das tantas diferenças que não nos damos conta tão de imediato, justamente por serem tão parte da vida daquela nação.  Tentei colocar pontos positivos e negativos de ambos, não queria “puxar sardinha” para nenhum. O que é melhor ou pior depende de como cada pessoa quer viver e construir. Depende do que cada um se identifica e o que cada um valoriza na sua vida. Cada país tem a sua história e uma cultura completamente distinta da outra, a qual guia a forma das pessoas de interagirem entre si e até mesmo com as estruturas de poder. Inclusive a forma de agir da própria autoridade muda bastante de um país para o outro. Enfim, formas de pensar e jeito de agir que antes eram automáticos, agora exigem uma maior reflexão. Precisamos entender quem somos, como conseguimos o que precisamos onde estamos e entender como devemos agir. E, então, vamos nos reconstruindo nesse novo mundo que estamos vivendo, nessa nova cultura.

Por Tatiana Cardoso

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s