Desafios Emocionais da Mudança de País

Converso com brasileiros que estão morando em outro país e a maioria concorda que os desafios são muitos. Além das questões que precisam resolver no seu dia a dia, soma-se a distância de pessoas queridas. Toda essa nova realidade gera um turbilhão de emoções que só quem já passou por isso pode entender. Ressalto que não estou falando das pessoas que vão passar temporadas ou períodos determinados em outro país, mas daquelas que realmente se mudaram para construir a sua vida nesse novo lugar.

Problemas do cotidiano, que antes a pessoa resolvia num instante, no novo país se tornam bem diferentes. Ela precisa saber não só como falar tudo na nova língua, mas qual a melhor forma de encaminhar o assunto, já que está inserida numa nova cultura, onde as pessoas tratam a questão de uma nova maneira e o funcionamento das instituições é outro.  No seu país de origem, você sabe como é todo o processo de alugar uma casa e imposto de renda, por exemplo. No Brasil, você sabe com quem falar e como falar para resolver qualquer inconveniente que surja na casa onde mora. Tudo isso muda no novo país. Passar por processos que você já dominava no seu país de origem, encontrar dificuldades e precisar reaprender tudo novamente exige muita paciência e pode abalar a autoestima da pessoa. Principalmente, se ela for ansiosa, já estivesse acostumada a ter independência e responsabilidade por tudo na sua vida antes da mudança e agora encontra dificuldade em coisas básicas na sua vida.

Outro desafio é a distância dos amigos e família que ficaram no Brasil. E esse ponto é bem delicado, porque a distância física é algo que você já sabia que iria enfrentar ao decidir se mudar (o que não diminui a saudade). Mas e a distância emocional? Em muitos casos, não imaginamos o quanto a nossa relação pode mudar em decorrência da distância. Às vezes, a pessoa que se mudou vive uma realidade tão distante dos amigos que ficaram no Brasil que, por mais amor que eles tenham pela pessoa, eles podem não conseguir lhe ouvir e lhe compreender como antes. Por ser uma realidade tão diferente da que eles vivem, eles acabam lhe julgando, às vezes desmerecendo o peso dos desafios pelos quais você está passando.

De todas essas mudanças que a pessoa passa ao construir a sua vida em outro país, os maiores desafios são emocionais. Ou seja, por mais experiente e capaz que a pessoa seja no seu país de origem, ao chegar no novo país, ela pode se sentir menos capaz, porque está aprendendo coisas básicas, práticas e de relacionamento com as pessoas dessa cultura. Esse processo natural de aprendizado leva um tempo e pode ser um baque para a auto-confiança da pessoa que passa por isso. Além da possibilidade de se sentir mais sozinha do que ela imaginava, pois não consegue ter o mesmo apoio dos amigos que tinha antes.

O Desenvolvimento Pessoal pode lhe ajudar nesse processo, resgatando os seus pontos fortes e como aplicá-los na sua nova realidade de vida. Marque uma primeira conversa conosco e saiba mais.

Por Tatiana Cardoso

Conheça mais sobre os diferenciais do Projeto Revelar-se aqui e entre em contato conosco para marcarmos a nossa primeira conversa.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s